CONHEÇA O PROJETO

O estudo tem como objetivo mapear percepções, demandas e significados compartilhados pelos Auditores-Fiscais nas seguintes dimensões:

1) Cadastro

2) Perfil Demográfico e Psicossocial

3) Trabalho do Auditor-Fiscal

4) Relacionamento com a Receita Federal

5) Relacionamento com o SINDIFISCO NACIONAL

6) Identidade do Auditor-Fiscal

Trata-se de uma sondagem, via pesquisa do tipo Survey, na qual a sua opinião pode fazer a diferença.

Faremos uma pesquisa quantitativa, aplicada para o levantamento de amostras que, a partir do número total de indivíduos e respostas obtidas – ou seja, do efetivo número de participantes que preencheram os questionários – seguirá cálculos sobre margens de erro e escores de confiabilidade.

Buscamos realizar uma sondagem que apresente, com segurança, quais são os níveis de aderência ou concordância perceptiva dos Auditores-Fiscais sobre os temas investigados. E ainda, quais percepções são dominantes, tanto para o conjunto, quanto para os diversos perfis demográficos dos Auditores-Fiscais representados.

Quesitos abertos garantem também a inclusão do pensamento livre na formulação das respostas.

Quais são os seis níveis ou dimensões investigadas no Auditor em Foco:

1) Cadastro

2) Perfil Demográfico e Psicossocial

3) Trabalho do Auditor-Fiscal

4) Relacionamento com a Receita Federal

5) Relacionamento com o SINDIFISCO NACIONAL

6) Identidade do Auditor-Fiscal

A participação se dará através do cadastro no sistema de pesquisa e resposta ao questionário, disponível on-line no website criado especificamente para este fim – pesquisa.auditoremfoco.org.br.

Para facilitar as respostas, o questionário foi dividido em seis módulos de respostas independentes. O Painel de Controle informa, em cada módulo, quanto falta para conclusão das respostas.

Caso haja necessidade de pausa durante as respostas, será possível recomeçar de onde você parou, bastando, para isto, clicar no botão ‘Salvar’.

O preenchimento dos questionários deve ser realizado com bastante atenção e transparência, haja vista a importância que ele terá na elaboração de estratégias para fortalecimento do cargo e da instituição.

Os quesitos que o participante preferir não responder, ou aqueles que não são aplicáveis ao seu atual perfil de vínculo profissional, poderão ficar sem resposta. Neste caso, será necessária a finalização manual dos questionários, através dos botões de comando disponíveis.

Por questões de proteção do sigilo individual e da confidencialidade em pesquisas, as respostas aos formulários eletrônicos ou impressos seguirão diretamente para a empresa responsável pela pesquisa (PSYCH), mantendo-se sob sua estrita guarda as informações e opiniões fornecidas pelos Auditores-Fiscais  no presente estudo.

Com o mesmo propósito, foi assegurada a desvinculação entre o cadastro do participante e a exibição das suas efetivas respostas individuais. Para isto, os dados receberão tratamento estatístico adequado, com vistas a garantir a construção do conhecimento através de estratos demográficos, agrupamentos coletivos e respectivas tendências perceptivas globais.

Portanto, os Auditores-Fiscais podem ficar cientes de que sua privacidade será plena e respeitada, ou seja, seus dados pessoais e profissionais serão mantidos em sigilo e não serão compartilhados com terceiros, ou utilizados para fins comerciais ou estranhos aos objetivos dessa pesquisa.

A hospedagem do website e da base de dados do Diagnóstico da Carreira será feita em um dos mais confiáveis fornecedores deste tipo de serviço no país, que contém em seu servidor software específico para evitar invasões não autorizadas ao sistema (FIREWALL).

Além disso, será aplicada a tecnologia que insere o conteúdo sob domínio seguro. Através da tecnologia SSL, que significa Secure Sockets Layer, obtemos um tipo de segurança digital que permite a comunicação criptografada com um website, com compatibilidade universal com navegadores e dispositivos móveis, através do algoritmo de assinatura RSA SHA-256 ou ECC e Chave RSA com 4.096 bits de criptografia.

Com esta tecnologia, as informações que você envia ao site ou recebe dele são particulares.

Quando estiver no website, confira como está em ambiente de navegação segura, através do surgimento da imagem de um cadeado no lado esquerdo da barra de endereço, cujo protocolo também passa a ser HTTPS://, indicando a segurança da conexão.

Com a formação do Grupo de Trabalho do “Auditor em Foco” – também se instituiu o Comitê de Pesquisa, composto por oito integrantes. São eles, em ordem alfabética:
  • Cristiano Costa, Psicólogo, Executivo de Pesquisas (BA) e Diretor da PSYCH
  • Jesus Luiz Brandão, vice-presidente do Sindifisco Nacional
  • Tiago Lima dos Santos, diretor-adjunto de Administração e Finanças
  • Mariana Ribeiro Araújo, Secretária Geral
  • Marchezan Albuquerque Taveira, diretor de Comunicação
  • Marcos Zaneti London, diretor de Estudos Técnicos
  • Márcia Regina Rangel Barbosa, diretora-adjunta de Aposentadorias e Pensões
  • Sonilea Vieira Leite, diretora-adjunta do Plano de Saúde
Este Comitê de Pesquisa terá a missão de avaliar permanentemente, e conjuntamente, o andamento da pesquisa e a sua obediência às regras e critérios propostos. Se houver qualquer dúvida, sugestão ou reclamação sobre a aplicação, coleta e tratamento de dados, bem como sobre a guarda das informações e opiniões fornecidas, será possível entrar em contato com o Comitê de Pesquisa pelo e-mail comite@auditoremfoco.org.br que analisará cada demanda apresentada.

O conjunto de informações apresentadas e reunidas no website configura-se como um Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE), próprio de pesquisas que envolvem seres humanos, e que tem por finalidade permitir, aos sujeitos pesquisados, o mais amplo esclarecimento sobre a investigação a ser realizada, seus riscos e benefícios, para que a manifestação de sua vontade, no sentido de participar – ou não participar – seja efetivamente livre e consciente.

Clique aqui para fazer o download do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido.